Previdência Privada x Poupança. Qual é mais rentável?



Os aportes na previdência privada são semelhantes aos depósitos realizados mensalmente na caderneta de poupança e o dinheiro pode ser sacado após respeitado o período mínimo para retirada. Porém, é importante saber que a rentabilidade é maior conforme os prazos mais longos, que podem durar de dois a dez anos. As boas taxas de rentabilidade a médio e longo prazo tornam o investimento na previdência privada um dos mais seguros que existem.

A poupança também é um investimento seguro, porém o dinheiro aplicado na poupança vem encolhendo nos últimos meses. A poupança completou 20 meses seguidos de perdas para a inflação. Ou seja, quem tem dinheiro na modalidade de investimento mais popular do país está perdendo poder de compra há quase 2 anos.


Já a previdência privada é uma forma de investimento que foi criada para garantir que os consumidores tenham estabilidade no futuro, podendo servir, principalmente, como uma aposentadoria complementar ao benefício do INSS.


Os planos de previdência privada podem ser PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) e VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre). No primeiro caso, o valor pago à previdência durante o ano pode ser abatido do Imposto de Renda se a quantia representar até 12% da renda do contribuinte no período. Esse tipo é recomendado para pessoas que possuem rendimentos mais altos. No VGBL, os impostos são tributados segundo as tabelas regressiva ou progressiva. Na progressiva, quanto maior o valor do resgate, maior será a alíquota aplicada, sendo mais interessante para quem pretende retirar o dinheiro investido todo de uma vez. Na tabela regressiva, o percentual das alíquotas vai depender do tempo em que o dinheiro foi acumulado na previdência. Quanto maior o tempo de acúmulo, menor a alíquota de Imposto de Renda a ser pago.

Podemos concluir que a previdência privada é atualmente um investimento mais interessante, mas é importante ter sempre em mente de que o dinheiro depositado na previdência privada é uma garantia para quando envelhecer e parar de trabalhar. Sacar antes da aposentadoria pode gerar alterações nos seus investimentos.